HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

Notícias
A pata do cachorro está inchada – O que pode ser? 05/12/2020 às 12:46:11

A pata do cachorro está inchada? O que será que pode ser quando o pet está mancando? Uma infecção, uma lesão ou uma picada de inseto, quais as possibilidades para este sintoma? Pois bem, a patinha do cachorro pode trazer alguns incômodos para o bichinho, sendo indicativo para algo que não está legal na saúde do animal.

É só o tutor ver que o pet está mancando, que logo vêm as dúvidas de onde ele pode ter se machucado, e já passa na cabeça um milhão de possibilidades. E para te ajudar, leia nosso artigo de hoje, onde vamos entender melhor porque a pata do cachorro está inchada.

A pata do cachorro está inchada

Almofadinhas do cachorro – Foto: Freepik

A pata do cachorro está inchada – O que pode ser?

A almofadinha da pata do cachorro é muito sensível, e algumas atitudes como andar na calçada muito quente ou ser mordido por um inseto pode trazer sintomas como queimaduras e dores. Além das dores e bolhas por queimaduras, alguns indicativos podem apresentar que a patinha do seu amigo peludinho está com aspecto alterado, e um desses sinais é o inchaço.

Veja quais são os principais motivos que fazem a pata do cachorro ficar inchada, desde a região das almofadinhas até entre dedos e unhas.

Principais sintomas para a pata inchada do cachorro

Um dos principais sintomas que resulta na pata do cachorro estar inchada é a queimadura do sol, quando ao passear o cãozinho tem o contato com o chão muito quente. Em consequência disso, na pata do animal podem aparecer bolhas, inchaço e até feridas, que podem trazer dores e prejudicar a locomoção do doguinho.

Parasitas, fungos e bactérias na pata do cachorro

Um dos grandes motivos da patinha ficar inchada é a presença de parasitas. Seja um bicho de pé, fungos ou bactérias que se alojam neste local. O bicho de pé, o mesmo parasita que pica a pele dos humanos, deixam a região avermelhada, com uma protuberância que promove muito incômodo.

E na maioria dos casos, o animal vai querer lamber o local sem parar, a fim de se livrar da coceira e dor que podem estar sendo causadas por esse intruso.

A pata do cachorro está inchada

Patinha do cachorro dobrada – Foto: Freepik

Picadas de insetos

Se a pata do cachorro está inchada, tente verificar com mais atenção, pois ele pode ter sido picado por um inseto, seja peçonhento ou não. Neste sentido, picadas de insetos como aranhas, abelhas e até pernilongo podem causar inchaço na região, dores e diversos outros sintomas.

Por isso, é importante verificar a região, para ver se além do inchaço existe alguma ferida ou machucadinho que possa indicar problemas mais graves. O inchaço no animal vai depender da sensibilidade do doguinho, sendo que em alguns casos ele pode estar passando por uma reação alérgica.

Sendo assim, analise a região e os comportamentos do animal. Se ele lambe com frequência a pata, há presença de vômito, diarreia, tremores, febre e outros sinais, pode ser que algum inseto picou o cão.

Infecções, traumas e lesões na patinha do cachorro

As infecções e lesões também são motivos que levam as almofadinhas e patinhas incharem, trazendo um incomodo na região e evitando que o cãozinho se locomova. Em casos de infecções, monitore a região afetada, pois podem apresentar outros sintomas como pus, vermelhidão e até febre no cachorro.

Durante as brincadeiras, o cãozinho pode se machucar correndo atrás de bolinha ou fazendo alguma atividade de adestramento canino. Nessas situações, após o lazer é sempre interessante verificar se o trauma não foi grave, como uma pata torcida ou até mesmo quebrada. Quando um cachorro quebra a pata, é comum eles não quererem nem colocar a patinha no chão. Mas nos casos de torção, eles saem mancando e podem querer continuar a brincar.

Problemas de pele

As patas inchadas dos cães podem também indicar problemas de pele como dermatite por lambedura, onde a região das almofadinhas ficam frequentemente molhadas. Sendo assim, se você perceber que seu cão está lambendo a pata toda hora, certifique-se de que não há feridas infeccionadas e alterações no aspecto, como o inchaço.

O diagnóstico da dermatite por lambedura será feito por um veterinário, mas saiba que ela tem origem psicológica, causadas pelos quadros de ansiedade e estresse em cães. Os cuidados com as feridas e lesões são também preventivos, pois outro motivo que leva o inchaço das patas dos cães é o berne. O berne ocorre quando as feridas estão abertas, onde permitem a entrada de ovos de larvas, depositadas por moscas varejeiras.

Esses ovinhos se transformam em larvas que se alimentam do tecido da pele, causando o problema popularmente chamado de bicheira. A bicheira, além de se “alimentar do cachorro vivo”, causa muita dor na região, coceira e forte odor que é caraterístico da doença.

Tratamentos para patas inchadas de cachorro

Os tratamentos para quando a pata do cachorro está inchada são os mais diversos. Primeiro, se deve avaliar o que levou a este aspecto. Como já vimos, as queimaduras do sol em cachorro são um dos indicativos de pata inchada, mas outros sinais podem ser identificados por conta dessa protuberância na região.

Por isso, perceba quais os sinais, além do inchaço, existem na região da patinha do cachorro, como no caso de vômitos, falta de ar e diarreia. Esses sintomas podem indicar picada de inseto, e a avaliação e tratamento junto ao médico veterinário será fundamental para evitar complicações.

Já nos casos de parasitas, fungos e bactérias, a lambedura é sintoma frequente, em conjunto com o aspecto da região. Alguns remédios, como pomadas e spray, podem ser recomendados pelo veterinário, ajudando no tratamento e cura do problema.

Gelo na pata do cachorro

O gelo na pata do cachorro é indicado quando o animal sofre alguma lesão, como uma pata torcida ou quebrada durante as brincadeiras. Mas nessas situações, a compressa de gelo é recomendada até a consulta emergencial com o veterinário, de modo a aliviar as dores.

Sendo assim, ao verificar que por conta de uma brincadeira ou acidente doméstico seu cãozinho machucou a pata, alivie o inchaço com gelo. Prepare uma bolsa de gelo e proteja a patinha do cachorro com um pano para não queimar a região e trazer mais complicações.

É importante saber que não se deve administrar nenhum medicamento humano para o cachorro, pois pode intoxicar o animal, ok?

Como prevenir machucados e inchaços na pata do cachorro

É de muita importância avaliar a região inchada do animal, sendo através dela a possibilidade de identificar lesões, queimaduras e infecções. Porém, prevenir esses acontecimentos que podem prejudicar a saúde do cachorro será essencial. Por esse motivo, separamos os tópicos informativos abaixo.

Cuidados durante os passeios e brincadeiras

Os cuidados durante os passeios e brincadeiras vão além de riscos de fraturas, eles envolvem picadas de insetos peçonhentos e presença de parasitas. Diante disso, esteja atento onde seu pet está transitando. Em locais com matagal, presença de entulhos e que impactam a brincadeira podem ser prejudiciais ao cão.

Cuidados como subir em bancos, cadeiras e até na cama podem prevenir acidentes com quedas de cachorros de porte pequeno e idosos. Os cachorros idosos podem apresentar maiores dificuldades nas brincadeiras, mesmo que na juventude eram mais ativos. E quando for levar seu cachorro para passear na rua, verifique a temperatura da calçada, utilizando as costas da mão. Assim você, previne o inchaço nas patas causados por queimaduras durante os passeios no verão.

Mantenha os ambientes sempre limpos e secos

Assim como os cuidados durante as brincadeiras, procure manter o ambiente que seu cachorro vive sempre limpo e seco. Dessa maneira, o tutor evita a presença de insetos peçonhentos e que acidentes aconteçam, que podem machucar e prejudicar a saúde do seu melhor amigo. Quando um piso fica molhado, são altas as chances de o cachorro escorregar e torcer a patinha, causando muita dor e inchaço no local.

Previna os fungos e bactérias

A prevenção de fungos e bactérias são primordiais, além de cuidados com as feridas abertas no cachorro, que podem trazer complicações. Fazer a limpeza das feridas com soro fisiológico e colocar um curativo, ajuda na cicatrização, evitando que a região fique propensa a entrada de berne.

Os pelos das patas do cachorro também merecem uma atenção, por isso mantenha as tosas higiênicas em dia, inclusive o corte das unhas. Afinal, as unhas podem crescer e entrar nos coxins das patas (almofadinhas), trazendo muito desconforto e inchaço na região. Após o banho, não deixe que o cachorro fique totalmente molhado, seque as patinhas e o corpinho evitando a aparição de fungos e bactérias.

Monitore os comportamentos do cachorro

O monitoramento dos comportamentos do seu cachorro vai além da prevenção de queda ou picada de inseto. É questão de prevenir riscos maiores. Nessas situações, verifique se o animal está apresentando mais sintomas além do inchaço da pata que podem indicar infecções e até mesmo doenças.

Portanto, esteja atento quando seu doguinho está mais tristinho, lambendo demais as patinhas e até mesmo chorando. Nem sempre o problema que ocorre na região das patas fica evidente. Afinal, o cachorro não consegue falar, mas demonstra muito bem através dos comportamentos.

Ao observar que a pata do cachorro está inchada, não negligencie ajuda. Informe-se com um veterinário e tome as decisões corretas que podem salvar a vida do seu amigo.

 

 

 

Por: Camila da Silva

Fonte: (Portald o Dog)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Animais de estimação transmitem Covid-19 para humanos? Veja tira-dúvidas sobre a doença nos pets
24/02/2021 às 12:51:21

O que fazer no caso de uma intoxicação
09/02/2021 às 14:07:58

Acromegalia em gatos: sintomas e tratamentos
09/02/2021 às 13:55:47

Cachorro para pessoas idosas – Por que um idoso deveria ter um cãozinho?
08/02/2021 às 14:11:45


© Canil Garra 2021. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco