HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

   

Notícias
O curioso caso dos insetos controladores de pragas 07/10/2020 às 13:21:13

Os rafidiópteros e crisopídeos são dois dos grupos considerados insetos controladores de pragas. Eles têm sido usados ​​há anos em entomologia econômica e trabalho de controle de vetores.

O controle de pragas é parte fundamental da atividade profissional de biólogos, veterinários e entomologistas. Décadas atrás era exclusivamente um controle químico, graças ao uso de inseticidas sintéticos. Mas uma vez que seus efeitos negativos sobre a saúde e o meio ambiente foram descobertos, métodos alternativos foram procurados.

Um deles é o controle de pragas através da introdução, no meio, de outros seres vivos predadores ou competitivos. Se você quiser saber mais sobre esse processo complexo, continue lendo.

O curioso caso dos insetos controladores de pragas

A seguir, vamos apresentar os rafidiópteros e os crisopídeos, insetos de curiosa morfologia que são considerados naturais controladores de pragas.

Ordem Raphidioptera

Os rafidiópteros são comumente conhecidos como “moscas cobra” por causa do seu pescoço alongado, que nada mais é do que uma extensão do seu tórax. São uma ordem de insetos holometabólicos, com asas transparentes sulcadas por veias muito marcadas e ornamentadas.

Suas larvas vivem sob a casca de coníferas, eucaliptos e de certas árvores frutíferas, onde devoram uma infinidade de insetos prejudiciais aos ecossistemas. Os adultos também são predadores, ativos durante o dia.

O curioso caso dos insetos controladores de pragas

Família Chrysopidae

Os crisopídeos recebem vários nomes comuns que fazem referência a:

  • Cor verde dos indivíduos adultos.
  • Seus olhos dourados ou amarelos acobreados.
  • Suas asas, com uma venação muito marcada.

Essa família de insetos é cosmopolita e seus membros vivem principalmente em áreas de grande vegetação e agricultura. Suas larvas, novamente, são predadoras de outros artrópodes de corpo moleAté mesmo alguns adultos são predadores, mas apenas com atividade crepuscular, ao contrário dos rafidiópteros.

Menção especial ao gênero Chrysopa

É o principal gênero predatório. O crisopídeo verde é o mais comum na Europa. Seus olhos são dourados com reflexos metálicos, mas todas as suas cores desaparecem quando o inseto morre. Outro exemplo é o da crisálida gigante, cuja envergadura pode chegar a cinco centímetros, podendo ser encontrada em riachos ou esgotos rodoviários.

Tanto a crisopa gigante quanto a crisopa verde são comumente chamadas de “moscas fedorentas” devido ao cheiro forte e desagradável que exalam, o que as protege de pássaros e outros predadores.

Como esses insetos controladores de pragas atuam?

Ambos os grupos de invertebrados são considerados controladores de pragas. Vamos explicar o motivo abaixo.

O controle biológico de pragas

A entomologia econômica ou aplicada é o estudo dos insetos de interesse do homem, seja pelos produtos que fornecem, seja pelo impacto que causam no patrimônio do homem. E são de especial interesse para esses estudos:

  • As abelhas.
  • Insetos que transmitem epizootias e zoonoses (doenças que passam dos animais para os humanos).
  • As pragas.
  • Os insetos controladores de pragas.

Como a maioria deles são predadores generalistas, alguns rafidiópteros e crisopídeos têm sido usados ​​para programas de controle de pragasIsso tem sido possível com a implantação do controle integrado de pragas utilizando, entre outras técnicas, o controle biológico por meio de predadores.

O controle biológico é um método agrícola de controle de pragas que utiliza organismos vivos que são competidores, de alguma forma, do organismo a ser erradicado.

Qual mecanismo os rafidiópteros e os crisopídeos usam?

O que se faz é uma produção massiva desses insetos, para depois liberá-los no ambiente natural, principalmente nas áreas de produção agrícola onde as pragas são mais incômodas. Foi obtido sucesso no controle de ácaros, borboletas, vespas, formigas e pulgões, entre outros.

As larvas e os predadores adultos se alimentam desses outros artrópodes ao injetar neles um suco digestivo que liquefaz o conteúdo do corpo e permite que o absorvam.

O principal desafio dessa produção em massa de insetos predadores é o controle do canibalismo durante a fase larval. Para isso, é necessário utilizar substratos especiais, projetar as instalações de forma específica e fazer liberações nos momentos certos.

Então, esses insetos controladores de pragas são úteis?

Esses e outros insetos, bem como pássaros insetívoros e outros animaisapresentam inúmeras vantagens no controle de pragas e vetores. Principalmente, evitam as consequências negativas do acúmulo de inseticidas no ambiente natural, evitando sua posterior presença em alimentos vegetais ou na água, por exemplo.

Além disso, os exercícios de produção de qualquer uma dessas espécies podem ser um método de diversificação econômica e de mão de obra nas áreas rurais onde as pragas se instalam. Assim, contribui para o desenvolvimento rural, para a proteção do meio ambiente e, principalmente, para a manutenção da biodiversidade.

 

 

 

Fonte: (Meus Animais)

 

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Vacinação antirrábica começa a partir deste sábado em Belém
23/10/2020 às 13:28:36

Polícia treina cães de faro para encontrar novas drogas em circulação
23/10/2020 às 13:22:50

Van Damme salva cachorro condenado à morte por uso de passaporte falso
23/10/2020 às 13:16:06

Vacinação de cães e gatos contra a raiva, no Recife, começa neste sábado (24)
22/10/2020 às 13:39:34


© Canil Garra 2020. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco