HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

Notícias
Gripe canina e a mudança de clima: uma realidade que não dá pra evitar 08/04/2020 às 20:14:31

Quem já ouviu a tosse de um cachorro, sabe que ela pode ser um pouquinho assustadora. Não é como um espirro que parece com um espirro humano. A tosse canina se assemelha com um pigarro forte – semelhante a estar expulsando algo da garganta – e muitos donos confundem com engasgo. Agora, imagine várias tosses em sequência: pode ser a famosa gripe canina.

Com a mudança repentina do tempo, tão típica nos países tropicais como o Brasil, é comum que vírus e bactérias encontrem um habitat ideal para se espalhar com mais facilidade. Dentre estes visitantes indesejáveis, estão os responsáveis pela gripe canina que, sim, é real.

Muitos donos, inclusive, optam por não vacinar seus cães contra gripe canina ou tosse canis por não acreditar em tais vírus. Porém, eles são reais e se reproduzem facilmente, de forma especial em bairros e comunidades que possuem muitos cachorrinhos. Ali é o ambiente ideal para contagiar de cão para cão e se tornar uma área de contágio perigosa.

No entanto, mesmo com a vacina, o cachorro pode estar sujeito a pegar a gripe canina. Isso por causa, justamente, do que foi citado acima. Outras pessoas não acreditam na vacina, não vacinam seus cães e, consequentemente, espalham o vírus constantemente. Aliados ao clima, os vírus se multiplicam e em caso de uma imunidade mais baixa ou de um cão vacinado há mais tempo, é possível contrair a doença.

Sintomas

Os sintomas da gripe canina podem variar, porém, alguns são bem comuns em todos os dogs:

  1. Muita tosse (aquela que parece engasgo)
  2. Espirros
  3. Falta de apetite
  4. Mudança no comportamento (letargia)
  5. Febre
  6. Corrimento nasal

Ao perceber estes sintomas, leve seu cachorrinho ao veterinário. Não hesite muito. Solicite exames, incluindo sangue e raio-X dos pulmões. Desta forma, você irá iniciar o tratamento e garantir que o cão não está evoluindo o quadro para algo mais sério como a bronquite canina.

Tratamento

O tratamento para gripe canina é similar ao nosso tratamento humano para gripe. O veterinário indicará medicamentos para o fortalecimento do sistema imunológico do cão, além de remédios para alívios mais urgentes como a tosse, corrimento e febre.

Porém, em casos mais graves ou específicos, a medicação pode evoluir para antibióticos e intravenosos. O internamento é indicado apenas para casos realmente mais evoluídos.

Border Collie no veterinário

Levar ao veterinário é fundamental em caso de apresentação dos sintomas.

Em casa, é interessante observar o ambiente e a rotina para evitar a evolução da gripe canina. Se sua residência for ventilada e costumar ser mais fria, deixe o cãozinho mais confortável num ambiente mais quente, numa caminha ou com cobertas e roupinhas. Em caso de uma casa mais quente, apenas deixa-lo num local aconchegado, limpo e arejado – longe de poeira e areia, já é o suficiente.

Garanta que ele esteja servido de água suficiente e com uma alimentação forte em nutrientes e servida nas horas certas. Fique atento também nos dejetos na urina para caso de alguma mudança inexplicável.

Seguindo tudo certinho, a tendência é que o dog esteja bem em pouco tempo!

Bronquite canina

Em alguns casos, os sintomas da gripe – ou o vírus circulando as redondezas – são tão fortes que resultam na bronquite canina. Neste caso, a doença demora mais tempo no organismo do cão e, consequentemente, o tratamento é mais longo e mais cuidadoso também.

Por isso, a necessidade de solicitar o raio-X quando no veterinário. Muitas vezes, pode se imaginar ser uma mera gripe, porém, ao verificar os exames, é possível notar uma inflamação nos brônquios do animal, o que já caracteriza uma bronquite.

Os sintomas da bronquite são bastante similares ao da gripe, principalmente no quesito da tosse (que, neste caso, serão bem repetitivas e intensas).

O tratamento para bronquite é feito com antibióticos e outros medicamentos para tosse e imunidade.

Prevenção da gripe canina

As melhores formas de prevenir da gripe canina e suas evoluções são as vacinas e uma vida saudável com sistema imunológico do cão fortalecido. Desta forma, o cão estará protegido de todos os lados – sintética e organicamente.

Para garantir um bom sistema imunológico, você pode – além de alimentá-lo bem, praticar exercícios com o dog e garantir que ele também tenha boas horas de lazer e disciplina – buscar outras alternativas como suplementos vitamínicos. Porém, para isso, busque orientação do médico veterinário. Só ele poderá lhe informar quais suplementos são ideais para o seu cãozinho em específico.

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Portal do Dog)

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Como os peixes descansam?
25/05/2020 às 20:34:47

Quanto tempo dura a gestação de um cachorro?
25/05/2020 às 20:17:46

Dietas específicas para cães que sofrem de doença renal
18/05/2020 às 22:21:17

Dicas para prevenir os resfriados em cães
18/05/2020 às 22:16:18


© Canil Garra 2020. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco