HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    cachorro_mexendo_rabo_1

Notícias
Morcegos e vampiros, uma curiosa associação 04/09/2018 às 22:51:16

A associação mais antiga entre morcegos e vampiros foi feita pela literatura e depois pelo cinema. O animal conhecido hoje como o morcego vampiro foi envolvido e sofreu mutação. Ele é considerado um ser quase humano por inúmeros estúdios de cinema, lendas e mitologias.

Semelhanças entre morcegos e vampiros

Embora existam cerca de 1,1 mil espécies diferentes de morcegos, as espécies de morcegos vampiros se tornaram populares. Não só pela sua morfologia predatória pouco atraente e particular, mas também, e mais importante, por sua dieta baseada em sangue.

 

Este animal que vive em climas quentes e úmidos do centro e sul do continente americano, conta com um focinho curto em forma de cone; ele também tem orelhas pequenas e não pesa mais do que cerca de 56 gramas.

Presas e asas: vampiros?

Uma das características que tem sido usadas (e aumentadas) para comparar morcegos e vampiros é o fato desses animais terem dentes muito afiados.

morcego

 

Com seus dentes, ele pode furar a pele de sua presa para se alimentar; enquanto constantemente os exibe através de sua boca.

 

O morcego-vampiro usa suas longas asas não apenas para se mover. Ele também se envolve nelas para manter seu corpo aquecido enquanto dorme. Um fato curioso sobre este animal é que não só voa, como também anda e até corre.

Esta habilidade motora ele utiliza para mover-se e caminhar ao longo do corpo de sua presa, fazendo buracos diferentes que lhe permitirão se alimentar por todos eles.

Morcegos e vampiros

 

Vive de dieta líquida

Sim, existe uma qualidade que foi usada pela literatura e pelo cinema para criar a personalidade do vampiro: os hábitos alimentares deste animal, que o coloca entre os mamíferos mais singulares.

 

Embora existam outros animais que vivam de sangue, como carrapatos, pulgas, piolhos e alguns tipos de mosquitos, a associação do morcego com o vampiro ocorreu porque ambos são mamíferos. Também influencia o fato do morcego se alimentar do sangue de outros mamíferos, incluindo humanos. Esta dieta de sangue é chamada hematofagia.

As lendas e filmes levaram muitos a acreditar que o morcego suga o sangue de sua presa, no entanto, isso não é exatamente assim; em vez disso, eles usam os dentes para fazer uma ferida e em seguida lamber o sangue.

Juntamente com a capacidade de produzir feridas, ao mesmo tempo em que a saliva anestesia a área para que o receptor não sinta dor, ele usa a língua para lamber o sangue que sai dessa abertura.

O morcego-vampiro pode se alimentar por mais de 30 minutos sem que o outro mamífero perceba. Devido às pequenas quantidades sugadas, não há perigo de sangramento para a vítima.

Esta espécie particular de morcego não pode passar mais de dois dias sem comer; é por isso que o morcego-vampiro pode se alimentar de sangue regurgitado por outro morcego, que tenha tido mais sucesso na caça.

Embora a hematofagia seja a sua dieta, ela não se mostra inteiramente saudável. A quantidade de líquido pode danificar seus rins e, também, causar um envenenamento por excesso de ferro e proteína. Por sua vez, o sangue carrega centenas de doenças que certamente podem ser adquiridas por quem o consome.

Um grupo de pesquisadores coletou amostras dos excrementos dos morcegos; nestas amostras, foram encontradas até 280 das espécies bacterianas que causam doenças em qualquer outro mamífero.

Seu papel como um animal de grupo

Mesmo com todos os mitos ao redor do morcego-vampiro, que o associam a um animal agressivo e que não passa de lenda, em grupo são criaturas capazes de cuidar umas das outras e de geração em geração.

Na verdade, eles são animais solidários: até cuidam dos filhos de outros, caso estes fiquem órfãos. As fêmeas geralmente dão à luz apenas um filhote, muito raramente, dois.

Sim, eles podem descansar durante o dia com outras espécies e em outra colônia, mas nunca se confundem a noite. Há uma ordem entre eles e cada indivíduo ocupa um lugar na hierarquia social do grupo.

Finalmente, o morcego-vampiro possui vários predadores naturais que também são noturnos; este é o caso das águias e dos falcões. Há outro predador comum a muitos animais: o ser humano, que o considera uma praga.

 

 

 

Fonte: (Meus Animais)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Operação de proteção da mata atlântica termina com dois presos e mais de R$ 5 mi em multas em Minas
17/09/2018 às 22:01:12

9º Encontro de Cães e Criadores acontece em Itabira, MG
17/09/2018 às 21:35:49

Todo sobre a fauna siberiana
11/09/2018 às 22:45:24

Dicas de como lavar os olhos do seu cão
11/09/2018 às 22:42:55


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco