HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

Notícias
Filariose canina: causas e tratamento 14/08/2018 às 23:12:18

 

Você pode ter ouvido falar sobre filariose canina; mas pode não saber a que este termo se refere. Vamos contar tudo o que você precisa saber sobre essa doença, que afeta nossos animais de estimação: o que é, como diagnosticá-la e como tratá-la.

O que é filariose canina?

O nome científico do parasita que causa essa doença é Dirofilaria immitisSeus efeitos não devem ser subestimados, pois são potencialmente fatais e muito sérios.

 

O próprio parasita é um verme branco que pode se desenvolver por até 30 centímetros de comprimento. Afeta o coração e os pulmões do animal. Portanto, é comumente conhecido como o verme do coração.

A maneira pela qual um cão chega a ser infectado com esse verme é através da picada de um mosquito. Um mosquito que mordeu um cão que já tem o verme absorve as microfilárias através do sangue. Depois, os vermes se desenvolvem no intestino do mosquito; que poderá então infectar outros cães ou outros animais.

Uma vez que as larvas do verme tenham entrado pela picada do mosquito no cão; elas demoram entre 3 e 4 meses para se desenvolver. Ao se reproduzir, criam muitas larvas, que causarão bloqueios no coração e tornarão difícil o fluxo sanguíneo até os órgãos vitais; como os rins e o fígado, que terão seu funcionamento prejudicado.

Filariose canina mosquito

No caso dos filhotes, eles só terão essa doença se a mãe já for portadora dela; e eles sempre serão vermes de tamanho e comprimento menores. Mas, obviamente, os filhotes se tornarão transmissores diretos da doença.

 

Cada cão pode conter até 300 vermes em seu corpo; que podem sobreviver por entre cinco e sete anos; até que terminem com a vida do cão por parada cardíaca.

Sintomas da filariose canina

Para saber se o seu cão sofre desta doença, é essencial conhecer os sintomas e, assim, ser capaz de agir rapidamente. No entanto, como dissemos antes; as larvas demoram cerca de quatro meses para se desenvolver, de modo que os sintomas não serão vistos antes de seis meses do cão ter sido infectado.

Tendo passado tanto tempo, a coisa mais normal é que os órgãos do cão já estejam muito afetados, o que torna as visitas regulares ao veterinário vitais; já que certas doenças podem ser diagnosticadas mais cedo.

 

Estes são os sintomas mais comuns:

  • Tosse
  • Cansaço extremo
  • Respiração anormal
  • Pulso fraco
  • Menos apetite
  • Inchaço na barriga
  • Taquicardia
  • Sangramento da boca e no nariz
  • Gengivas pálidas
  • Urina escura

Se você notar alguns destes sintomas em seu cão, não hesite em ir imediatamente ao veterinário. A velocidade com que você age pode salvar a vida de seu animal de estimação.

Como diagnosticar a filariose canina

Através de testes simples, como um raio X, esta doença pode ser reconhecida; isso permitirá ver as possíveis anomalias no coração do animal. No entanto, outros testes, como exames de sangue ou o teste sorológico ELISA; que é realizado com uma centrífuga de sangue, podem ser necessários.

Raio X canino

O eletrocardiograma seria realizado para rastrear as correntes elétricas que o coração gera. Como regra geral; este será um teste muito importante e influenciará muito no tratamento que será administrado em cada cão.

Tratamento da filariose canina

De acordo com cada cão, o tratamento será diferente de um caso para outro. Tudo vai depender do estado do animal, e de quão avançada está a doença. Várias décadas atrás, o arsênico era o principal componente do medicamento com o qual a filariose canina era tratada; embora os efeitos colaterais fossem devastadores.

Hoje, com os avanços da medicina e da tecnologia, os medicamentos mudaram: os efeitos colaterais são quase inexistentes e o sucesso da cura aumentou para 95% de eficácia.

O tratamento se concentrará em matar a dirofilariose; mas ele terá que ser combinado com o repouso absoluto do animal de estimação. O repouso do animal permitirá que o medicamento atue e que os vermes morram lentamente. Se ele se mover muito, os vermes podem fugir para outras partes do corpo e escapar do tratamento.

Nós sabemos o quanto você se preocupa com a saúde do seu amigo e que vê-lo doente parte seu coração. Acalme-se, mesmo esta doença grave tem cura. Apenas faça sua parte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Meus Animais)

 






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sandra Bullock doa 100 mil dólares para ajudar animais vítimas de incêndio
15/11/2018 às 20:15:23

Conheça os alimentos mais venenosos para seu cão
06/11/2018 às 23:11:07

Um cão de rua entra em uma delegacia e se torna policial
06/11/2018 às 23:08:19

Quantas refeições o seu cão deve fazer?
06/11/2018 às 23:05:53


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco