HOME     COLUNISTAS     QUEM SOMOS     RAÇAS     FOTOS     NOTÍCIAS     CONTATO

    Rede Aleluia

Notícias
Os problemas que podem acontecer quando o dono for passear com cachorro 01/08/2018 às 22:07:34

Passear com cachorro é uma atividade imprescindível. Além de exercitar o corpo do animal e mantê-lo em forma, estimula seu cérebro e gasta toda energia acumulada. As caminhadas devem ser feitas diariamente para evitar a obesidade e sedentarismo. Mas, apesar dessa necessidade, você precisa levar em conta alguns infortúnios que podem se apresentar durante o passeio.

Desidratação, doenças e briga entre cães são alguns exemplos dos problemas que se está sujeito ao sair com o cão . A princípio, esses acontecimentos podem até não preocupar os donos, mas a negligência os transformará em algo bem maior. Felizmente, a maioria é facilmente evitada pelos donos. Basta tomar as devidas precauções antes de sair para passear com cachorro . 

Desidratação

É normal sentir sede ao caminhar na rua, por isso as pessoas saem com uma garrafinha de água. Com os cachorros funciona da mesma forma. É necessário levar uma garrafa e um potinho para oferecer água no momento da sede. Jamais saia com o animal sem levar esse item, ainda mais nos dias quentes. A desidratação é algo totalmente evitável. 

Brigas de cães

A melhor forma de apartar uma briga é tentar chamar atenção com barulhos agudos ou com comida
reprodução shutterstock
A melhor forma de apartar uma briga é tentar chamar atenção com barulhos agudos ou com comida

Os cães estão sempre sujeitos a brigarem entre si, ainda mais se você tiver uma raça brava. É difícil prever quando isso vai acontecer, mas é possível evitar tomando algumas precauções. Primeiro, estude previamente os lugares por onde passeia, para evitar perigos. Se você sabe que o local tem muitos cães de rua, por exemplo, é melhor evitar. 

Sempre saia com a coleira e a guia. Assim, é mais fácil impedir que o pet se envolva em confusão porque você o estará controlando. Caso o animal seja bravo por natureza, a focinheira é praticamente obrigatória. É para evitar situações assim que a socialização e o adestramento são muito importantes.

Se acontecer uma briga de fato, você precisa saber como apartá-la. Jamais coloque a mão ou se envolva fisicamente no conflito. É preciso distraí-los, com barulhos agudos ou com comida, por exemplo. Chamar atenção deles é mais importante do que tentar intervir. Colocar um obstáculo entre eles também é uma opção, principalmente quando impede o contato visual.

Falta de obediência

A melhor forma de evitar esse estresse ao passear com cachorro é adestrando e educando o pet desde filhote
reprodução shutterstock
A melhor forma de evitar esse estresse ao passear com cachorro é adestrando e educando o pet desde filhote

Passear com um cão teimoso é um verdadeiro desastre. Além dele não respeitar seus comandos, você facilmente perde o controle da situação. Isso pode resultar em confusão, briga entre cachorros e até na fuga do animal. 

A melhor forma de evitar esse estresse é adestrando e educando o pet desde filhote. É importante que ele entenda quem é o líder e, quando recebe uma ordem, ela deve ser acatada. Os passeios precisam ser sinônimos de positividade e não uma brecha para o animal ser desobediente. Tome essas precauções logo que adquirir o bichinho.

Medo do ambiente urbano

Para que o canino não se assuste facilmente com os ruídos da rua, buzinas, outros animais e a movimentação da cidade, ele precisa de um bom processo de socialização e adaptação à vida urbana. Caso contrário, se tornará um cão medroso e sem experiência com o mundo externo. 

A melhor forma de evitar isso é levá-lo constantemente para passear, a fim de costumá-lo com os carros, ruídos, movimentação, etc. Através da socialização, o cão também aprende a ser dar bem com outros animais e diferenciar crianças de adultos. 

Esse processo de habituação ensina o cão ignorar elementos ambientais que não são perigosos. Ele aprende que a buzina do carro não é uma ameaça, por exemplo. Um peludo acostumado com a cidade deixa de ter medo de coisas cotidianas. 

Doenças e infecções

A prevenção da cinomose é feita a por meio da vacinação
Reprodução Pinterest
A prevenção da cinomose é feita a por meio da vacinação

É preciso estar muito atento ao calendário de vacinação para evitar doenças e infecções ao sair na rua. Um animal desprotegido pode ser contaminado por diversos vírus, como o da cinomose e parvovirose. A cinomose , no caso, é uma patologia altamente contagiosa causada por um vírus que ataca o aparelho respiratório e gastrointestinal. 

Pets saudáveis são contaminados através do contato com secreções nasais de cães ou outros animais infectados. A proximidade com bichos selvagens também é uma forma de contágio. Os primeiros sintomas da doença são congestão ocular e secreção aquosa ou com pus nos olhos. Mais tarde, o pet pode apresentar febre, tosse, letargia, vômitos, diarreia, falta de apetite, etc.

A melhor forma de evitar essa situação é mantendo em dia as vacinas do cachorro. Caso contrário, ele ficará vulnerável a qualquer patologia quando sair de casa.

Fuga por causa de distração

Várias coisas podem distrair seu canino, como cheiros, animais e pessoas. Se você tem uma raça com instinto de caça muito aguçado, está no sangue dele seguir rastros. O problema dessa característica é ele sair correndo quando algo chamar sua atenção. Por isso, para não perder seu companheiro, fique de olho e não saia sem coleira. 

Medo de pessoas

É impossível sair na rua e não encontrar pessoas caminhando. O peludo não deve se assustar com eles e nem eles com o peludo. Para evitar ambas as situações, a socialização e adestramento são imprescindíveis para ensinar bons modos. 

Além de se acostumar com as pessoas, o cão precisa aprender a respeitar os outros. Nem todo mundo gosta de animais, por isso não devemos permitir que o peludo pule ou lata em busca de atenção. Tomando essas medidas simples,  passear com cachorro será bem mais agradável e sem dor de cabeça.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: (Canal do Pet)






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Esquilo cinzento: conheça todas as suas características
14/08/2018 às 23:16:47

Filariose canina: causas e tratamento
14/08/2018 às 23:12:18

3 receitas de sorvetes para cães
14/08/2018 às 23:10:02

Cachorro na corrente: Covardia sem limites
08/08/2018 às 20:35:20


© Canil Garra 2018. Todos os direitos reservados. Webmail

E-mail: contato@canilgarra.com.br

Fale Conosco